Curso de E-Commerce: Design e Usabilidades, Digitalks

  • View
    924

  • Download
    1

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Curso de E-Commerce: Design e Usabilidades, DigitalksProfessor: EURÍPEDES MAGALHÃES

Text of Curso de E-Commerce: Design e Usabilidades, Digitalks

  • 1. EURIPEDES MAGALHES - @EURIPEDESMDesign e Usabilidade

2. DESIGN PARA NEGCIOS DIGITAISO design atua como ferramenta importante dentrodos projetos digitais, mas sua funo no somenteembelezar produtos ou chamar ateno.O design reponsvel por auxiliar e direcionar umacomunicao mais assertiva, pois trabalha comobjetivos claros e com forte estudo nos usurios. 3. CONCEITOS DO DESIGN PARA E-COMMERCEComo deve ser:Emocional + Objetivo + UsualO design pode ajudar a criar credibilidade e confiana, fatoresprimordiais para o sucesso das vendas. Pblico PesquisaInterface 4. COMO AS PESSOAS AVALIAM A CREDIBILIDADE?15 de abril de 2012Os participantescomentaram sobrevrios assuntos aoavaliar a credibilidadede sites.http://www.consumerwebwatch.org/dynamic/web-credibility-report-evaluate.cfm 5. COMO AS PESSOAS AVALIAM A CREDIBILIDADE? Percentagem de comentrios relativos a aparncia de design, por categoriahttp://www.consumerwebwatch.org/dynamic/web-credibility-report-evaluate.cfm 6. EURIPEDES MAGALHES - @EURIPEDESMUsabilidade 7. USABILIDADEPresente na Arquitetura de Informao, UXD e emqualquer lugar que uma pessoa use algo, usabilidadeajuda a deixar tudo melhor, ou pelo menos resolverproblemas srios que podem gerar situaesperigosas. 8. MEMRIA HUMANA VS COMPUTACIONALSELETIVA INDISCRIMINADA EVOLUTIVAESTVEL ASSOCIATIVA DISCRETAFaber Ludens 9. Norman (2006) - Conhecimento na cabea 10. Conhecimento no mundo 11. Conhecimento no mundo 12. Conhecimento no mundo 13. USABILIDADE - COMPONENTESAprendizagem - O quanto difcil completar tarefasbsicas no primeiro encontro com a interface?Eficincia - Para os usurios que j tenham algumafamiliaridade com a interface, como podem fazer tarefasmais rpido?Lembrana - Depois de um tempo sem acessar a interface,o quanto ser difcil para alcanar proeficincia no uso?Erros - Quantos erros os usurios fazem, o quanto sopreocupantes esses erros e como eles so corrigidos?Satisfao - O quanto prazeroso usar essa interface? 14. A IMPORTNCIA DO CONTEXTO DE USOCada usurio acessa o e-commerce com um objetivoespecfico, cada usurio tem um perfil de compra quedeve ser analisado para que seja oferecido para eleum contedo adequado e tambm ofertas adequadas.Por isso, pensar no contexto em que o usurio vaiutilizar o site poder dar subsdios interessantes parauma melhor criao.Por exemplo, como um usurio procuraria um celularem uma Loja Prpria ou em uma Multiloja? 15. CONSTRUINDO O CONTEXTO DE USOConstruir o perfil Construir Construir as dos consumidoresambiente de uso tarefas bsicas 16. CRIANCO A EXPERINCIA DE USO Arquitetura deInformaoIndicadores deLayout das Telas PerformanceCriar aUsabilidade 17. EURIPEDES MAGALHES - @EURIPEDESMNavegabilidade 18. COMO OS USURIOS PENSAM?Steve Krug em seu livro No me faa pensar, afirma quequanto menos o usurio pensa, melhor o entendimentodo contedo na pgina.No artigo de Vitaly Friedman no site Smashing Magazine,ele cita que os usurios no usam as lojas digitais deforma muito diferente de lojas fsicas.Os usurios olham as pginas de forma geral, grandeparte do contedo passa dispercebido, pois ele clica emalgo do seu interesse ou em algo que relembre o que eleprocura.http://uxdesign.smashingmagazine.com/2008/01/31/10-principles-of-effective-web-design/ 19. COMO OS USURIOS PENSAM?Os usurios costumam escanear as pginas emsua navegao procurando pontos para gui-los nanavegao pela pgina 20. COMO OS USURIOS PENSAM?Basicamente: Usurios apreciam qualidade e credibilidade Usurios no lem, eles escaneiam a pgina Usurios so impacientes e insistem em ganhar uma gratificao instantnea (expectativa/entrega) Usurios no fazem as melhores escolhas 21. COMO OS USURIOS PENSAM?Usurios no fazem as melhores escolhas porqueescolhem a primeira opo que julgam adequada, masno exatamente o que buscam. Filtros e navegaesintuitivas podem ajud-lo no processo. 22. 10 DICAS:1. No faa o usurio pensarAjude o usurio o usurio a fazer decises de comprasconscientes o livrando de dvidas. 23. 10 DICAS:2. No abuse da pacincia do usurioFacilite a navegao,com filtros, ferramentasde buscas e facilitea finalizao dospedidos. 24. 10 DICAS:3. Guie a navegao e os focos de atenoClareza na informao,uso no exageradode elementos,no sobrecarrecara memria dousurio com muitospensamentos do queele precisa fazer. 25. 10 DICAS:4. Deixe claro o objetivo da pginaGuie o usurio pelo percurso da pgina, sites efetivosagradam pelos bons passo-a-passo e pelos botesgrandes so user friendly e ajudam no processo. 26. 10 DICAS:5. Escreva de forma eficazDiferente da impresso,o texto da internet entendido de formadiferente, por exemplo,textos longos noso lidos e linguagempromocional tambmno, alm dosproblemas com palavrasem bold ou itlico queso ignoradas. 27. 10 DICAS:5. Escreva de forma eficazDicas: Use frases curtas e concisas (direto ao ponto) Pense que os usurios iro escanear o layout e seaproveite disso usando elementos visuais, listas combullets, mostre o que o usurio precisa e quer ver Uma promoo no precisa soar como um anncio,mostre para o usurio razes e objetivos para que eleuse aquele servio ou para que ele continue no seu site 28. 10 DICAS:6. Opte por simplicidadeUsurios raramente entram em um site para desfrutardo seu design, embora ele seja importante e faa comque o usurio sinta-se imerso no contexto, keep itsimple-principle (KIS), pense na informao que vaiajudar o usurio. 29. 10 DICAS:7. Trabalhe bem os respiros das pginasEspaos em branco ajudam o usurio a dividircontedos e reas diminuindo sua carga visual.Trabalhe hierarquia deinformao para reduzir acomplexidade de leitura doselementos da pgina. 30. 10 DICAS:8. Comunique eficazmenteAaron Marcus lista trs princpios fundamentais quepodemos chamar de linguagem visual OrganizeConsistncia, coerncia, navegabilidade. EconomizeSimplicidade, clareza e nfase no objeto ComuniqueLegibilidade, simbologia, tipografia, 3 tipos de fonte nomximo, 3 corpos de fonte no mximo 31. 10 DICAS:9. Aproveite-se das convenesSer tradicional no significa ser chato. Aproveitar-se dade alguns itens convencionais ajuda na diminuio dacurva de aprendizagem.Convenes ajudam a pgina a ganhar confiana,segurana econsequentementecredibilidade. 32. 10 DICAS:10. Faa testes de usabilidadeIf you want a great site, youve got to test.Os testes podem ajudar no entendimento do uso do sitepelos seus usurios, na confirmao da eficincia do site.Alguns pontos importantes: Segundo Steve Krug, testar um usurio 100% melhor que no testarnenhum; Testes so processos interativos onde podem ser perceber erros,consert-los e testar novamente Testes de usabilidade produzem resultados usuais, que devem ser usadospara resolver os problemas de design do projeto Segundo Weinberg, o desenvolvedor a pessoa inadequada para testar ofuncionamento do site 33. EURIPEDES MAGALHES - @EURIPEDESMEcontrabilidade 34. A estratgia da encontrabilidade pode ser resumida em uma frase:A melhor maneira deencontrar o seu usurio ser encontrado por ele Felipe Morais 35. ENCONTRABILIDADENo livro lanado recentemente o Google discursa sobreo novo momento da verdade na deciso de compras. Ainternet fator fundamental nesse ponto.Modelo mental tradicional:www.zeromomentoftruth.com/ 36. ENCONTRABILIDADENesse novo pensamento, o usurio se utiliza da internetno s para conhecer sobre o produto, mas paraaprender sobre o assunto e obviamente encontr-lopara compra.Novo modelomental:www.zeromomentoftruth.com/ 37. ENCONTRABILIDADEA construo da pgina deve levar em consideraoessa nova situao, um bom trabalho de SEO fundamental na encontrabilidade da pgina. Aconstruo do contedo deve ser pautada nessepensamento.A tecnologia utilizada tambm vai influenciar aencontrabilidade do site. Cdigos criptografados somais difceis de serem indexados. importante pensar que a encontrabilidade vai almdos mecanismos de busca, tem relao direta com a aconstruo de contedo voltada para o usurio. 38. ENCONTRABILIDADEFlash possvel indexar aplicaes em flash a partir dacriao de um contedo esttico que duplica ocontedo compilado, utilzando o SWFobject possveldeixar o contedo na mesma URL.Ajax, Javascript e outros contedos criptografadosPor ser uma tecnologia assncrona, onde possvelapresentar contedo sem pgina, o ajax um impecliopara os mecanismos de busca. Para resolver isso ocontedo deve ser pr-carregado na pgina, seno essecontedo pode ficar invisvel 39. ENCONTRABILIDADE VS CMSO Sistemas de Gerenciamento de Contedo sosistemas criados para auxiliar o administrador dosite a organizar o contedo, porm alguns sistemasde gerenciamento dificultam a leitura dos sistemas.Vejamos alguns problemas que podem ser evitados:URLs DinmicasOs buscadores no entendem uma pgina de contedo,eles entendem uma mudana de caminho, isso fazcom que o buscador copie acidentalmente o contedovrias vezes, isso prejudica a performance de busca. 40. ENCONTRABILIDADE VS CMSVrios caminhos de URLEm e-commerce, um problema tpico a progressodo ciclo de vida do produto, que vai acumulando vriasURLs, importante se certificar que por mais queexistam vrios links para aquela URL, importante queela seja nica. Ex.: Quando o produto aparece em umalista de presentes e tambm na sua categoria.Obs.: Mais exemplos no livro O Guia para Projetar UX. 41. ENCONTRABILIDADE / CONTEDOO contedo extremamente importante nesseprocesso, o design da pgina deve ser construdopensando no contedo e contedo construdo nopensamento da pgina.Palavras-chaves no contedo so muito importantes, osprofissionais de SEO devem participar do processo deconstruo de contedo para que possam ser definidasuma lista de palavras para serem utilizadas no texto.Os sites de busca costumam procuram palavrasem vrios lugares dos sites para a indexao, comcontedos interligados e complementares 42. ENCONTRABILIDADE / CONTEDODicas:Use Mapas do Site comum atualmente esconder essas pginasna criao de sites, porm eles ajudam no noposicionamento da pgina, mas ajudam o buscadora entender a estr