Click here to load reader

Eja slides

  • View
    30.415

  • Download
    8

Embed Size (px)

DESCRIPTION

 

Text of Eja slides

  • 1. EJA A CONSTRUO DO CONHECIMENTO NA EJA DO NCLEO COSTEIRA FLORIANPOLIS/SC LIGIA MARA KULEVICZ DA SILVA
  • 2. Ningum educa ningum, ningum educa a si mesmo, os homens se educam entre si, mediatizados pelo mundo. Paulo Freire
  • 3. INTRODU0
    • Com a constatao de resultados positivos com a realizao do curso de Educao de Jovens e Adultos, da Prefeitura Municipal de Florianpolis, entre os ncleos que se distribuem em diversos bairros da cidade, pela experincia vivenciada no bairro da Costeira do Pirajuba, no ano de 2007, surgiram idia de realizar um relato demonstrando as prticas pedaggicas realizadas nesse ncleo. Assim como propor uma estratgia cientfica de divulgao desta prtica, de maneira a divulgar, organizar e promover inovaes na metodologia da Pesquisa na EJA
    • Procura se relatar neste trabalho a prtica pedaggica realizada no ncleo da Costeira, que funcionou na Escola Bsica Municipal Adotiva Liberato Valentin, no
    • ano de 2007.1
    • Para isso pretende-se demonstrar os modos diversificados de utilizar o mtodo, assim como relacionar algumas aes dos professores com exemplos das atividades praticadas durante o curso.
    • Levando em conta que a atividade planejada realizada no processo via pesquisa, necessitam da participao de todos os professores, coordenao e alunos.
    • Essa integrao se caracteriza por ter o aluno como responsvel na produo do que vai sendo construdo, trazendo a possibilidade de adquirir o conhecimento.
    • 1 Costeira do Pirajuba um bairro localizado no Sul da ilha de Santa Catarina, municpio de Florianpolis, capital do estado de Santa Catarina.
  • 4.
    • Sendo o professor um orientador e organizador das pesquisas, intervindo com possibilidades de estabelecer relaes, transmitindo formas de aprendizagens, mostrando como e aonde buscar o conhecimento, bem como instrumentos que possam levar apropriao desse conhecimento.
    • Foram feitas revises dos planejamentos e atividades do ncleo, com a
    • anlise dos relatrios das reunies pedaggicas realizadas, cujas atividades ficaram registradas em atas. Resgatou-se no processo da elaborao da pesquisa a anlise dos trabalhos individuais de alguns alunos, cadernos, relatrios, avaliaes, portflios, apresentaes finais, relatrios dos professores, fotos e vdeos que documentaram as atividades durante o ano de 2007.
    • A integrao do aluno com seu grupo e com a pesquisa, que foram discutidos nas diversas reunies, bem como o registro dos processos de avaliaes do ncleo pesquisado, puderam ser revistos pelos registros feitos durante o curso.
    • O trabalho composto de cinco captulos onde se procura demonstrar algumas das diversas possibilidades de realizao de atividades inseridas nas reas do conhecimento, dentro do processo educativo via pesquisa, adotado pela PMF.
  • 5. CAPTULO 1 HISTRICO
    • A EJA teve seu incio em 1949, com a Conferencia Internacional de E.J.A. em Elsinore, Dinamarca, tendo como foro polticas pblicas para a Educao de Adultos.
    • Em 1997, aconteceu a Conferencia Internacional de Adultos em Hamburgo na Alemanha, onde foi reconhecido o Direito da Educao para toda a vida para adultos e tambm a incluso de jovens.
    • Metas foram estabelecidas e a preocupao da interao ESCOLA-TRABALHO-COMUNIDADE e RELAES SOCIAIS.
    • Em 2003, na Tailndia, convocada pela UNESCO, diante do diagnstico do nmero muito alto de analfabetismo, obrigou-se a reafirmar as metas e objetivos de 1997. Principalmente na Amrica Latina, onde grande o analfabetismo, reafirmou-se a necessidade da EJA, com objetivos de liberar a fora criativa das pessoas, dos movimentos sociais e das naes, a paz, a justia, o desenvolvimento econmico, a coeso social, como metas e obrigaes indispensveis para a Educao de Jovens e Adultos.
    • Especialmente no Brasil, em 1988, a constituio assume Direito de Educao Fundamental para Todos, independente da idade.
    • Em 1990, (Collor), ocorre a extino de a Fundao Educar, substituindo por ANAC, que nunca se materializou. A Educao de Adultos tornou se uma necessidade pelo fracasso da Escola Bsica da Criana, tirando o sentido de Educao para toda a vida dos jovens e adultos.
    • Persistiu essa situao, devido continuidade de diferenas de classes que no tinham acesso a escolarizao. At 2002, onde se criou o Programa de Alfabetizao Solidria (PAS), fazendo parcerias com universidades pblicas e privadas.
    • Com a mobilizao de fruns criados para discusso de problemas relacionados com a Educao de Jovens e Adultos, foi conseguido o reconhecimento pelo governo da necessidade da Alfabetizao, o que responde s exigncias do mundo contemporneo: Aprender para toda a Vida.
  • 6.
    • A Educao de Jovens e Adultos vem existir tambm para reparar a desigualdade existente na sociedade, e ambiente escolar.
    • Seja pelo preconceito a negros, mulheres, pobreza ou necessidade de ascenso social e no trabalho, a educao deveria ser acompanhada do desenvolvimento de aspectos que desenvolvam a cidadania do indivduo e tambm caractersticas que contemplem a individualidade, a cultura, arte e lazer.
    • Alem disso o aluno da Educao de Jovens e Adultos, dever ter a oportunidade de conhecer o mundo em que vive e ser capaz de interagir com ele, tambm receber conhecimento de todas as reas que fazem parte do ensino fundamental.
    • Os freqentadores da Educao de Jovens e Adultos devem ter conscincia do curso que esto fazendo, recebendo informaes de sua durao, mtodos de ensino e avaliaes.
    • Devido ao perfil dos alunos da Educao de Jovens e Adultos, que diferenciado dos alunos da escola regular, requerem um tratamento de acordo com suas vivencias e idade. Por isso preciso ofertar capacitao aos professores da EJA, segundo o parecer numero 11/2000 e a resoluo numero01/2000, da Cmara de Educao Bsica (CEB), do Conselho Nacional de Educao (CNE), que regulamenta a E.J.A.
    • Os cursos de Educao de Jovens e Adultos podem emitir o certificado de concluso do ensino mdio ou fundamental, desde que os alunos sejam avaliados durante a durao do curso e a escola reconhecida pelo poder pblico, em especial pelos Conselhos de Educao e pelas Secretarias de Educao.
  • 7. CAPITULO II OS NCLEOS DA EJA DA PMF
    • A EJA um segmento da Educao Fundamental Bsica, que visa incluso do jovem e do adulto na escola ( Lei n. 9634, das Diretrizes Curriculares Nacionais para Educao de Jovens e Adultos - parecer 11/2000 da Cmara de Educao Bsica do Ministrio da Educao) .
    • Em conformidade com o que foi acordado na Declarao de Hamburgo sobre Educao de Adultos:
    • A Educao de Adultos engloba todo o processo de aprendizagem formal ou informal, onde pessoas consideradas adultas pela sociedade desenvolvem suas habilidades, enriquecem seu conhecimento e aperfeioam suas qualidades tcnicas e profissionais, direcionando-as para a satisfao de suas necessidades e as de sua sociedade. A educao de adulto inclui a educao formal e no formal e o aspecto da aprendizagem informal e incidental disponvel numa sociedade multicultural, onde os estudos baseados na teoria e na prtica devem ser reconhecidos (V Conferencia Internacional sobre Educao de Adultos V CONFINTEA/julho de 1997, p.3).
    • Os alunos que procuram se matricular na EJA, so jovens e adultos que por alguma razo no complementaram o ensino fundamental, sendo que atualmente, existe uma demanda de adolescentes provenientes do ensino fundamental regular.
    • Segundo Eliane Ribeiro Andrade Os sujeitos educandos na EJA:
    • So tidos como alunos provenientes de um fracasso escolar, sem considerar sua condio humana, como integrante da sociedade, procurando a existncia de processos educacionais adequados a esse grupo de indivduos que procuram a insero na escola e sociedade novamente. ( Eliane Ribeiro Andrade-Os sujeito educandos na EJA saltofuturo_eja_set2004).
    • A Prefeitura Municipal de Florianpolis oferece, no segmento de Educao Para Jovens e Adultos, um curso com certificao correspondente oitava srie do Ensino Fundamental, com durao mnima de 800 (oitocentas horas) de produo.
    • efetiva e tambm curso de Alfabetizao. As atividades educacionais organizam-se a partir de ciclos de pesquisa, com problemticas escolhidas de acordo com o interesse do aluno, desenvolvida com grupos de alunos em conjunto com a equipe pedaggica.
  • 8.
    • Percebe - se a importncia do interesse dos alunos como sendo uma necessidade ligada ao conhecimento - ler e escrever, no trecho de McLuhan:
    • Onde o interesse do estudante j estiver focalizado, a se encontra o ponto natural para a elucidao de outros problemas e interesses. A tarefa educativa no fornecer