of 46 /46
MÓDULO –II ONTRATO DE TRABALHO

MÓDULO –II

  • Author
    mikel

  • View
    16

  • Download
    0

Embed Size (px)

DESCRIPTION

MÓDULO –II. CONTRATO DE TRABALHO. CONCEITO. - PowerPoint PPT Presentation

Text of MÓDULO –II

  • MDULO IICONTRATO DE TRABALHO

  • Haver contrato de trabalho sempre que uma pessoa fsica se obrigar a realizar atos, executar obras ou prestar servios para outra e sob dependncia desta, em forma voluntria, durante um perodo determinado ou indeterminado de tempo, mediante o pagamento de uma remunerao, qualquer que seja o ato que lhe d origem.

    CONCEITO

  • Quanto forma: pode ser verbal ou escrito, a relao jurdica pode ser formada pelo ajuste expresso escrito, pelo ajuste expresso verbal ou pelo ajuste tcito;

    Quanto durao: h contratos por prazo indeterminado e contratos por prazo determinado (CLT, art. 443);

    A diferena entre ambos depende simplesmente de ver se na sua formao as partes ajustaram ou no o seu termo final; se houve o ajuste o quanto ao termo final, o contrato ser por prazo determinado; a forma comum o contrato por prazo indeterminado.CLASSIFICAO

  • EXISTNCIA DA RELAO DE EMPREGOInicialmente vamos tratar de quando ocorre a relao de emprego (vnculo empregatcio) e o registro do empregado se faz obrigatrio.Comecemos por citar a seguinte situao:Caso necessite contratar uma pessoa para cumprir suas ordens para executar tarefas que voc lhe atribui, instruindo sobre a forma de realiz-las, exigir cumprimento de horrios e seu comparecimento continuamente no local de trabalho mediante o pagamento denominado salrio, numa autntica relao vivenciada por patro/empregado, em que um manda e outro executa as ordens, estar estabelecida a relao de emprego (vnculo empregatcio) entre empregado e empregador.Neste caso, o registro do empregado obrigatrio.

  • Nesse mesmo sentido, a Consolidao das Leis Trabalhistas (CLT) reconhece o vnculo empregatcio sempre que estiverem presentes os seguintes elementos reunidos:

    Subordinao;

    Horrio de trabalho;

    Habitualidade e;

    Pessoalidade, mediante remunerao que, neste caso, ser considerada salrio.

  • Subordinao: ocorre a subordinao hierrquica sempre que o empregador mantiver o empregado sob suas ordens e comando, distribuindo tarefas, modo de execuo etc.

    Horrio de trabalho: caracteriza-se pelo controle no horrio de trabalho do empregado no que diz respeito a entrada e sada, horrio de almoo, mesmo que o trabalho seja realizado externamente, isto , fora do estabelecimento da empresa.

    Habitualidade: verifica-se pela existncia de trabalho contnuo por um mesmo trabalhador, de forma habitual, isto , o empregado apresenta-se para o trabalho diariamente ou trs vezes por semana etc., mas de forma constante.

  • Pessoalidade: configura-se mediante a impossibilidade de o empregado ser substitudo por outra pessoa. Ou seja, quando ele tem algum compromisso inadivel ao qual no pode comparecer por no ter como mandar outra pessoa em seu lugar para o trabalho.

    Salrio: a contraprestao devida ao trabalhador pelos servios prestados em um determinado perodo.

  • Podemos conceituar terceirizao como a contratao, feita por uma empresa 1, de servios prestados por uma pessoa fsica (profissional autnomo 2) ou jurdica (empresa especializada), para realizar determinados trabalhos de que ela necessite, desde que no relacionados s suas atividades-fim e sem a existncia dos elementos caracterizadores da relao de emprego, conforme vimos no item anterior.TERCEIRIZAO DE SERVIOS

  • Atividades-meio so todas aquelas no essenciais empresa, ou seja, as que tm a finalidade de dar suporte s atividades principais constantes em seus objetivos sociais.

    As atividades principais esto descritas na clusula objeto do contrato social das empresas e so chamadas de atividades-fim.TERCEIRIZAO DE SERVIOS

  • CONTRATO INDIVIDUAL DE TRABALHOContrato individual de trabalho o ajuste escrito, verbal ou tcito, pelo qual uma pessoa fsica se obriga, mediante salrio, a prestar servios no eventuais, a uma pessoa fsica ou Jurdica, sob as ordens desta. (art. 442 CLT)

  • CONTRATO INDIVIDUAL DE TRABALHOTrata-se de contrato bilateral firmado entre empregado e empregador em que o primeiro manifesta a vontade de oferecer suas habilidades enquanto o segundo manifesta o interesse em contar com o trabalho oferecido.

    As partes manifestam suas vontades de forma clara e consciente com o propsito de estabelecer uma situao de emprego.EM OUTRAS PALAVRAS

  • CONTRATO ESCRITONormalmente se d na prpria carteira de trabalho do empregador (CTPS), conforme exigido pela lei trabalhista. Tambm muito comum sua adoo na hiptese de contratos de trabalho com caractersticas prprias e especficas, como o caso dos firmados com artistas ou atletas profissionais por prazo determinado.

    Nesses casos, por haver situaes que fogem ao padro comumente adotado e tendo em vista as caractersticas tpicas de execuo do trabalho, como tempo, horrio e prazo, feito tambm em documento separado, alm do registro na CTPS, para estabelecer tais peculiaridades.

  • CONTRATO VERBAL

    Utilizado nos contratos por prazo indeterminado em que no h estipulao de condies especiais a ser observadas pelas partes, ficando a relao contratual regida pela legislao trabalhista e, eventualmente, por regulamentos internos da contratante.

    Na prtica, essa forma de contratao muito comum, mas traz riscos, pois no se cumpre a lei trabalhista. Empregador e empregado combinam previamente a execuo dos servios, salrio e horrio, porm no se efetiva o registro em carteira.

  • TCITO OU CONSENSUALQuando houver a prtica evidente de reiterados atos que faam entender que o contrato de trabalho est sendo cumprido.

    Por exemplo: um sujeito aparece na empresa faz um trabalho hoje, outro amanh, continua comparecendo na empresa e vai prestando seus servios. O dono da empresa sabe, mas nada diz. s vezes ele at d algumas diretrizes de como o trabalhador deve conduzir o trabalho.(pelo silncio ou falta de manifestao) (no expresso,subentendido)

  • TCITO OU CONSENSUALEssa uma situao tpica em que surge o contrato tcito de trabalho. Isto , o trabalhador apareceu e foi cumprindo horrio e tarefas, sem qualquer objeo por parte do empregador, que, pelo contrrio, chegou at a incentiv-lo.

    Evidentemente se trata de um contrato irregular, pois tambm no h o registro do empregado.(pelo silncio ou falta de manifestao) (no expresso,subentendido)

  • TIPOS DE CONTRATO DE TRABALHO COM VNCULO EMPREGATCIOContrato de Trabalho por Prazo Indeterminado:

    Contrato tpico;

    Trabalho a tempo parcial; (jornada semanal no exceda a 25 horas.)

    Consrcio de trabalhadores;

    Trabalho domstico;

    Primeiro emprego.

  • TIPOS DE CONTRATO DE TRABALHO COM VNCULO EMPREGATCIOContrato de Trabalho por Prazo Determinado:

    Por obra certa;

    Contrato de safra;

    Acrscimo de empregados;

    Experincia.

  • CONTRATO DE TRABALHO POR PRAZO INDETERMINADO o contrato mais usual, o qual no possui prazo fixado para a sua durao. A partir do 12 dia de vigncia, passa a ser devido o aviso prvio, pela parte que rescindir o contrato sem justa causa ;O contrato por prazo indeterminado prev o dia do incio em que o empregado comea a trabalhar, mas no o prazo ou qualquer condio que determinar o seu trmino.Nas carteiras de trabalho (CTPS) costuma-se preencher dia, ms e ano do incio do trabalho, ficando em branco o campo onde consta a data de trmino.

    CONTRATO TPICO

  • CONTRATO DE TRABALHO POR PRAZO INDETERMINADO

    importante mencionar que qualquer uma das partes (seja empregador, seja empregado) que desejar rescindir o contrato de trabalho por prazo indeterminado, simplesmente por no haver mais interesse em continuar com a relao de emprego, dever conceder outra um aviso prvio de 30 (trinta) dias.

    Esse aviso prvio tem por objetivo preparar a outra parte sobre o trmino do contrato, de forma que ela no seja surpreendida com a ruptura desse acordo. Assim, tanto o empregado como o empregador tero tempo de se preparar, seja para substituir o empregado, seja para procurar outro trabalho, conforme o caso.RESCISO DO CONTRATO

  • CONTRATO DE TRABALHO POR PRAZO INDETERMINADO aquele que os servios so de natureza contnua e de finalidade no lucrativa a pessoa ou a famlia no mbito residencial desta. Como exemplos podemos citar o trabalho executado pela empregada domstica, pelo motorista de famlia, pelo caseiro em chcara de recreio familiar.(Lei no 5.859/72 e o Decreto no 71.885/73.)

    Ateno: veja que os servios prestados pelo empregado domstico no tem relao com qualquer atividade produtiva (com fins lucrativos) realizado pelos empregadores. Portanto, esse modelo de contrato no serve para a sua empresa, escritrio, consultrio etc., pois exercem atividades com fins lucrativos.TRABALHO DOMSTICO

  • CONTRATO DE TRABALHO POR PRAZO INDETERMINADO Institudo pela Lei n 10.748, de 22 de outubro de 2003, o Programa Nacional de Estmulo ao Primeiro Emprego para Jovens (PNPE), busca promover a insero de jovens com idade compreendida entre 16 e 24 anos no mercado de trabalho, bem como a ampliao de sua escolaridade.

    PRIMEIRO EMPREGO

  • PRIMEIRO EMPREGONo tenham vnculo empregatcio anterior;

    Estejam matriculados e freqentando regularmente estabelecimento de ensino fundamental ou mdio, ou cursos de educao de jovens e adultos (supletivo e profissionalizantes) ou que tenha concludo o ensino mdio; e

    Sejam oriundos de famlia com renda mensal per capital, de at meio salrio mnimo.Exige-se os seguintes requisitos:

  • CONTRATO DE TRABALHO POR PRAZO DETERMINADO

    Diferentemente do contrato por prazo indeterminado, a contratao por prazo determinado celebrada com fixao do seu termo final, por escrito, sendo sua durao legal limitada a 2 (dois) anos, cumpridas as exigncias legais para sua legitimidade.

    Se as partes desejarem fazer um novo contrato por prazo determinado, s podero faz-lo aps seis meses do final do contrato anterior.

  • CONTRATO DE TRABALHO POR PRAZO DETERMINADO

    No contrato de trabalho por prazo determinado previsto o dia do incio em que o empregado comea a trabalhar como tambm o prazo ou qualquer condio que determinar o seu trmino.

    Na carteira de trabalho (CTPS) costuma-se preencher o dia, ms e ano do incio do trabalho e o campo onde consta o trmino.

    Exemplo: Colheita, pavimentao, construo, etc.

  • CONTRATO DE TRABALHO POR PRAZO DETERMINADO

    Resciso antecipada do contrato sem justo motivo (com previso contratual)Na resciso antecipada, quando de iniciativa do empregador, o empregado ter direito a uma indenizao equivalente metade do que restava cumprir at o final do prazo estipulado.

    Quando o empregado quem toma a iniciativa da resciso antecipada, o empregador s poder exigir indenizao se provar que, com a sada antecipada do empregado, teve algum prejuzo, no podendo a indenizao, porm, exceder quela a que teria direito o empregado em idnticas condies.

  • Resciso antecipada do contrato sem justo motivo (com previso contratual)ATENO - Se houver clusula no contrato por prazo determinado que permita a ambas as partes a resciso antecipada e imotivada do contrato, sero aplicadas as mesmas regras previstas para a resciso do contrato de trabalho por prazo indeterminado, ou seja, aviso prvio e multa de 40% sobre o montante do depsito do FGTS (parte do empregado), alm dos demais direitos trabalhistas.

    Inexistindo essa previso, adota-se, como regra geral, o disposto no artigo 479 da CLT, que prev indenizao no valor igual metade da remunerao a que teria direito se o contrato fosse cumprido at o final.

  • CONTRATO DE TRABALHO POR PRAZO DETERMINADO

    Segundo o Art. 443 , Pargrafo 2 da CLT, o contrato por prazo determinado somente ser vlido em se tratando :

    de servio cuja natureza ou transitoriedade justifique a predeterminao do prazo ;

    b)de atividades empresariais de carter transitrio;

    c) de contrato de experincia.

  • CONTRATO DE TRABALHO POR PRAZO DETERMINADO

    CONTRATO DE EXPERINCIAO contrato de experincia tem a finalidade de permitir que o empregador perceba se o empregado tem aptido para exercer a funo para a qual foi contratado, enquanto o empregado verifica se se adapta estrutura hierrquica dos empregadores e s condies de trabalho a que est submetido.

  • CONTRATO DE EXPERINCIAO contrato de experincia no deve exceder a 90 dias, podendo sofrer uma nica prorrogao dentro do prazo-limite.

    Ex.: 45 + 45 dias. Ultrapassado o perodo de experincia, o contrato passar automaticamente a ser considerado por prazo indeterminado, independentemente de qualquer anotao na carteira de trabalho.

  • CONTRATO DE EXPERINCIAExemplo 1:Contrato de experincia = ................... 45 diasProrrogao = ................................... 45 diasTotal = ............................................. 90 dias

    Exemplo 2:Contrato de experincia = ................... 30 diasProrrogao = ................................... 30 diasTotal = ............................................. 60 dias

    No primeiro exemplo, atingimos o mximo em vigncia de contrato de experincia 90 (noventa) dias, com uma prorrogao.No segundo exemplo, no atingimos o mximo de vigncia de contrato de experincia, mas, como permitida somente uma prorrogao, o prazo mximo, neste caso, de 60 (sessenta) dias.

  • CONTRATO DE TRABALHO POR PRAZO DETERMINADO

    CONTRATO DE APRENDIZContrato de trabalho especial, ajustado por escrito e por prazo determinado, em que o empregador se compromete a assegurar ao maior de 14 e menor de 18 anos, inscrito em programa de aprendizagem, formao tcnico-profissional metdica, compatvel com o seu desenvolvimento fsico, moral e psicolgico, e o aprendiz, a executar, com zelo e diligncia, as tarefas necessrias a essa formao.

  • A contratao de aprendiz dever ser precedida de contrato escrito de aprendizagem assinado pelas partes e pelo responsvel do menor, no podendo ser estipulado por mais de dois anos. Deve ser registrado na Delegacia Regional do Trabalho.VALIDADE

    Anotao na Carteira de Trabalho e Previdncia Social; Matrcula e freqncia do aprendiz na escola, caso no tenha concludo o ensino fundamental;Inscrio em programa de aprendizagem desenvolvido sob a orientao de entidade qualificada em formao tcnico-profissional.

  • OS PRINCIPAIS DIREITOS DO APRENDIZ SO:Salrio mnimo hora, limite de 6 horas dirias de trabalho ou de 8 horas dirias aos que tiverem concludo o ensino fundamental,FGTS na ordem de 2% sobre a remunerao;Certificado de qualificao profissional ao trmino dos cursos de aprendizagem.

    ENCERRAMENTO DO CONTRATOQuando o menor atinge 18 anos de idade,Comete falta grave,Tem ausncia injustificada escola que implique perda do ano letivo, Apresente insuficincia ou inadaptao ao trabalho, ouQuando ele prprio solicita.

  • CONTRATO DE TRABALHO POR PRAZO DETERMINADO E SEM VNCULO EMPREGATCIO

    CONTRATO DE ESTGIOContratos para estudantes, que prestar servios em uma empresa na rea em que estuda.

    O trabalho poder ser remunerado ou no, e o perodo poder ser no mximo de 6 horas dirias e 30 horas semanais.

    O estgio ter um prazo determinado de no mximo 24 (vinte e quatro) meses.

    Se ultrapassar este prazo o contrato torna-se de tempo indeterminado e o estagirio passaria a ter todos os direitos de um funcionrio comum.

  • CONTRATO DE ESTGIODe acordo com a Lei 11788 sancionada em 23/09/2008, limita a carga horria dos estudantes, prev bolsa-auxlio e vale-transporte tambm para os casos de estgio no obrigatrio e frias remuneradas de 30 dias, ou no mnimo um seguro de vida, que a empresa pagar.

    A lei estabelece jornada mxima de seis horas dirias e 30 horas semanais para os estudantes de ensino superior, educao profissional e ensino mdio.

  • CONTRATO DE ESTGIONo caso de estudantes de educao especial e dos anos finais do ensino fundamental (na modalidade de educao de jovens e adultos), a carga horria mxima de quatro horas dirias e 20 horas semanais. O estgio na mesma empresa ou instituio no poder durar mais de dois anos e o estudante deve ser indicado apenas para atividades compatveis com sua grade curricular.

    Se ultrapassar este prazo o contrato torna-se de tempo indeterminado e o estagirio passaria a ter todos os direitos de um funcionrio comum.

    OBS: Os contratos podem ser superiores a dois anos quando os aprendizes foram portadores de alguma deficincia.

  • CONTRATO DE ESTGIOTipos de estgio O estgio poder ser obrigatrio (quando a sua carga horria for requisito para aprovao e obteno de diploma); ou opcional, dependendo do projeto pedaggico do curso. Tanto em um caso quanto em outro, o estgio no criar vnculo empregatcio, desde que sejam observadas as regras previstas no termo de compromisso assinado entre o aluno, a empresa ou entidade que oferea o estgio e o estabelecimento de ensino. Mas se as regras forem desobedecidas pela empresa, ficar caracterizado esse vnculo para todos os fins da legislao trabalhista e previdenciria.

  • CONTRATO DE ESTGIOFRIAS assegurado ao estagirio, sempre que o estgio tenha durao igual ou superior a um ano, perodo de recesso de 30 dias, que deve ser tirado de preferncia durante as frias escolares.

    As frias devem ser remuneradas caso o estagirio receba bolsa-auxlio.

  • CONTRATO DE TRABALHO SEM VNCULO EMPREGATCIO

    CONCEITOTrata-se de contratos de trabalho que, por sua natureza, no caracterizam relao de emprego, ou seja, no trazem em seu objeto as caractersticas determinantes do vnculo empregatcio, prprias do trabalho subordinado, continuado e assalariado.

  • CONTRATO DE TRABALHO SEM VNCULO EMPREGATCIO

    TIPOSTRABALHO EVENTUAL;

    TRABALHO AVULSO;

    TRABALHO TEMPORRIO;

    AUTNOMO;

    ESTGIO.

  • CONTRATO DE TRABALHO SEM VNCULO EMPREGATCIO

    TRABALHO EVENTUALA principal caracterstica do trabalho eventual que o trabalhador presta servios sem qualquer carter de permanncia, s o fazendo de modo episdico, esporadicamente.O elemento diferenciador do eventual e do empregado a continuidade. Presente a continuidade, a figura ser a do empregado.Ausente esse requisito, o trabalho ser eventual.

  • CONTRATO DE TRABALHO SEM VNCULO EMPREGATCIO

    TRABALHO AVULSOTrabalhador avulso aquele que presta servios espordicos e eventuais a vrias empresas, agrupado em entidade de classe, por intermdio desta e sem vnculo empregatcio.

    Ex: Estivadores,conferentes de carga ou descarga, vigias porturios, trabalhadores avulsos do servio de bloco, arrumadores, ensacadores de caf, cacau, sal e similares e trabalhadores na indstria de extrao do sal, na condio de avulsos, que prestam servios por meio de sindicatos.

  • CONTRATO DE TRABALHO SEM VNCULO EMPREGATCIO

    TRABALHO TEMPORRIOO trabalho temporrio aquele prestado por pessoa fsica a uma Empresa, para atender necessidade transitria de substituio de seu pessoal regular e permanente ou a acrscimo extraordinrio de servios.

    O contrato entre a empresa de trabalho temporrio e a empresa tomadora ou cliente, com relao a um mesmo empregado, no poder exceder a trs meses, salvo autorizao conferida pelo rgo local do Ministrio do Trabalho.

  • CONTRATO DE TRABALHO SEM VNCULO EMPREGATCIO

    TRABALHO AUTNOMOComo o prprio nome sugere, trabalho autnomo aquele prestado por profissional independente no ajuste e na execuo de seu trabalho, ou seja, por pessoa que tem o poder de organizar, controlar e disciplinar suas atividades, sem qualquer subordinao hierrquica.Consiste em atividade pessoal e habitual, em que o profissional normalmente se relaciona com vrios clientes.

    Ex: Contabilista em seu escritrio.

  • ALTERAO DO CONTRATO DE TRABALHOFirmado livremente, o contrato de trabalho no poder ser alterado unilateralmente, porquanto sua alterao implicar na resciso contratual, com todas as vantagens dela advindas, para a parte prejudicada.

  • ALTERAO DO CONTRATO DE TRABALHOA prvia aprovao da alterao pelo empregado imprescindvel, sob pena de no ter validade.

    Por outro lado, mesmo que o empregado consinta na alterao que lhe trouxer prejuzo, esta configurar-se- em motivo para a resciso do contrato de trabalho por despedida indireta.

    Isto acontece, por exemplo, com a diminuio do salrio, transferncia de local de trabalho no prevista em contrato, aumento de horrio de trabalho, sem a respectiva compensao no salrio etc.