PROAB 2012.2 DIREITO INTERNACIONAL – AULA 3 PROAB 2012.2 DIREITO INTERNACIONAL PROFESSORA: ANA LUIZA DA GAMA E SOUZA Aula 3 PROAB 2012.2 DIREITO INTERNACIONAL

  • View
    226

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of PROAB 2012.2 DIREITO INTERNACIONAL – AULA 3 PROAB 2012.2 DIREITO INTERNACIONAL...

  • RESPONSABILIDADE CIVILAULA 1

    PONTOS A SEREM ESTUDADOS HOJEObjeto do Direito Internacional PrivadoMtodo de soluo de conflitos de lei no espao e escolha do direito aplicvelCompetncia internacional

    RESPONSABILIDADE CIVILAULA 1

    DIREITO INTERNACIONAL PRIVADO

    RESPONSABILIDADE CIVILAULA 1

    DEFINIODireito Internacional Privado o ramo do direito que estuda as relaes de direito privado com Conexo internacional.

    RESPONSABILIDADE CIVILAULA 1

    OBJETO DO DIREITO INTERNACIONAL PRIVADOCONFLITO DE LEIS NO ESPAO -

    Regra geral: leges non valent ultra territorium

    RESPONSABILIDADE CIVILAULA 1

    Art. 17 - As leis, atos e sentenas de outro pas, bem como quaisquer declaraes de vontade, no tero eficcia no Brasil, quando ofenderem a soberania nacional, a ordem pblica e os bons costumes.

    RESPONSABILIDADE CIVILAULA 1

    Mtodos de soluo de conflitos de lei no espao

    RESPONSABILIDADE CIVILAULA 1

    Direito Uniforme Harmonizao2) Mtodo conflitual

    RESPONSABILIDADE CIVILAULA 1

    1) DIREITO UNIFORMECriao de uma ordem jurdica nica, padronizada, com o objetivo de diminuir as diferenas entre os sistemas jurdicos.

    Instrumento Convenes abertas

    Tendncia mundial diante dos grandes blocos regionalizados (U.E., MERCOSUL, UNASUL)

    RESPONSABILIDADE CIVILAULA 1

    HARMONIZAOCoordenar diferenas, propondo pautas mnimas de contedo elevado (Claudia Lima Marques)

    RESPONSABILIDADE CIVILAULA 1

    O MTODO CONFLITUALNorma indicativaQualificaoElemento de conexo

    RESPONSABILIDADE CIVILAULA 1

    NORMA INDICATIVADetermina o direito aplicvel e aplica este direito ao caso concreto.

    No Brasil LINDB (Lei de Introduo s normas do Direito Brasileiro (Art. 9 do decreto-lei 4657/42 com a redao dada pela lei 12376/10)Outras normas indicativas.

    RESPONSABILIDADE CIVILAULA 1

    QUALIFICAO1) Conceituar o instituto jurdico (interpretar, adequar e classificar)2) Localizar a sede jurdica3) Aplicar a norma indicativa utilizando o elemento de conexo.4) Aplicar a lei que solucionar o conflito.

    RESPONSABILIDADE CIVILAULA 1

    RESPONSABILIDADE CIVILAULA 1

    ELEMENTODE CONEXO

    RESPONSABILIDADE CIVILAULA 1

    EXERCCIOS

    RESPONSABILIDADE CIVILAULA 1

    OAB/RJ 2010.3Em junho de 2009, uma construtora brasileira assina, na Cidade do Cabo, frica do Sul, contrato de empreitada com uma empresa local, tendo por objeto a duplicao de um trecho da rodovia que liga a Cidade do Cabo capital do pas, Pretria. As contratantes elegem o foro da comarca de So Paulo para dirimir eventuais dvidas. Um ano depois, as partes se desentendem quanto aos critrios tcnicos de medio das obras e no conseguem chegar a uma soluo amigvel. A construtora brasileira decide, ento, ajuizar, na justia paulista, uma ao rescisria com o objetivo de colocar termo ao contrato.

    RESPONSABILIDADE CIVILAULA 1

    Com relao ao caso hipottico acima, correto afirmar que: (A) O Poder Judicirio brasileiro no competente para conhecer e julgar a lide, pois o foro para dirimir questes em matria contratual necessariamente o do local onde o contrato assinado. (B) O juiz brasileiro poder conhecer e julgar a lide (1), mas dever basear sua deciso na legislao sul-africana, pois os contratos se regem pela lei do local de sua assinatura (2).

    RESPONSABILIDADE CIVILAULA 1

    (C)O juiz brasileiro poder conhecer e julgar a lide, mas dever basear sua deciso na legislao brasileira, pois um juiz brasileiro no pode ser obrigado a aplicar leis estrangeiras. (D) O juiz brasileiro poder conhecer e julgar a lide, mas dever se basear na legislao brasileira, pois em litgios envolvendo brasileiros e estrangeiros aplica-se a lex fori.

    RESPONSABILIDADE CIVILAULA 1

    DOIS PONTOS A ENFRENTAR NO CONFLITO DE LEIS NO ESPAO1 Qual o juzo competente (competncia internacional)

    2 Qual a lei aplicvel?

    RESPONSABILIDADE CIVILAULA 1

    RESPONSABILIDADE CIVILAULA 1

    ELEMENTODE CONEXO

    RESPONSABILIDADE CIVILAULA 1

    RESPONSABILIDADE CIVILAULA 1

    PRINCPIO BSICO Lex foriNorma processual do pas+Tratados em matria processual devidamente incorporados (Brasil)Cooperao JudiciriaCOMPETNCIA INTERNACIONAL

    RESPONSABILIDADE CIVILAULA 1

    Forum shopping e forum non conveniens

    . Forum shopping: o autor e as partes supem que se possa obter deciso mais favorvel aos seus interesses. O autor pode escolher o foro.

    . Forum non conveniens : mitiga os exageros a que essa procura pode levar.

    RESPONSABILIDADE CIVILAULA 1

    COMPETNCIA INTERNACIONAL

    COMPETNCIA CONCORRENTE

    RESPONSABILIDADE CIVILAULA 1

    LEI DE INTRODUO AS NORMAS DO DIREITO BRASILEIRO

    Artigo 12: competente a autoridade judiciria brasileira, quando for o ru domiciliado no Brasil ou aqui tiver de ser cumprida a obrigao. 1 - S a autoridade judiciria brasileira compete conhecer das aes relativas a imveis situados no Brasil. 2 - A autoridade judiciria brasileira cumprir, concedido o exequatur e segundo a forma estabelecida pela lei brasileira, as diligncias deprecadas por autoridade estrangeira competente, observando a lei desta, quanto ao objeto das diligncias.

    RESPONSABILIDADE CIVILAULA 1

    Art. 88. competente a autoridade judiciria brasileira quando:I - o ru, qualquer que seja a sua nacionalidade, estiver domiciliado no Brasil;

    II - no Brasil tiver de ser cumprida a obrigao;

    III - a ao se originar de fato ocorrido ou de ato praticado no Brasil.

    RESPONSABILIDADE CIVILAULA 1

    RESPONSABILIDADE CIVILAULA 1

    Art. 89. competente a autoridade judiciria, com excluso de qualquer outra:

    I - conhecer de aes relativas a imveis situados no Brasil;

    II - proceder a inventrio e partilha de bens, situados no Brasil, ainda que o autor da herana seja estrangeiro e tenha residido fora do territrio nacional.

    RESPONSABILIDADE CIVILAULA 1

    Art. 88 e 89: rol no exaustivo (doutrina e jurisprudncia)

    - Para o intrprete, o no reconhecimento da competncia da autoridade judiciria brasileira deve fundamentar-se no princpio da efetividade e deve observar o princpio da submisso.

    RESPONSABILIDADE CIVILAULA 1

    PRINCPIO DA EFETIVIDADEO Estado no tem interesse jurdico, a saber: a) nas causas cuja deciso demande a aplicao de Direito nacional mas cuja sentena s possa ser utilmente executada no exterior, em territrio de Estado que, em geral ou no caso particular, no reconhea a eficcia sentena estrangeira;b) as causas cuja deciso demande a aplicao de Direito estrangeiro e cuja sentena no tenha que produzir efeitos dentro do territrio nacional; c) as execues de sentena ou ttulo executivo extrajudicial que devam versar sobre bens situados, ou pessoas domiciliadas fora do territrio nacional, bem como as execues de ttulo executivo extrajudicial que no indicar o Brasil como local de cumprimento da obrigao (RO 64 STJ.

    RESPONSABILIDADE CIVILAULA 1

    PRINCPIO DA SUBMISSODeve-se considerar includas entre as hipteses em que o Estado brasileiro tem jurisdio, as causas em que, embora ausentes do rol do art. 88 do CPC, as partes litigantes tenham aceitado se submeter jurisdio brasileira.ELEIO DO FORO BRASILEIRO

    RESPONSABILIDADE CIVILAULA 1

    Artigo 90 do C.P.C.

    No induo litispendncia X Princpio da no-simultaneidade no se pode propor a mesma ao, em dois pases, ao mesmo tempo.

    RESPONSABILIDADE CIVILAULA 1

    DEMAIS EXERCCIOS

    RESPONSABILIDADE CIVILAULA 1

    AGOSTO 2002

    31 - Qual a lei que regula a capacidade para suceder?a) A lei do domiclio do herdeiro ou legatrio;b) A lei da situao do bem;c) A lei do domiclio do de cujus;d) A lei do lugar onde ocorreu o bito;

    RESPONSABILIDADE CIVILAULA 1

    MARO 2003

    34 - Um casamento celebrado na ustria ter validade no Brasil quando:a) For homologado no STF;b) Obtiver o exequatur do Congresso Nacional;c) For ratificado pelo Presidente da Repblica;d) No ofender a Soberania Nacional, os bons costumes e aordem pblica;

    RESPONSABILIDADE CIVILAULA 1

    Setembro 2003

    31 - Segundo a Lei de Introduo ao Cdigo Civil podemos afirmar que em relao capacidade, ao nome e aos direitos de famlia o estrangeiro ser reguladoa) pela lei do pas em que for domiciliado;b) pela lei que lhe for mais conveniente;c) pelos Tratados Internacionais;pela sua lei pessoal;

    RESPONSABILIDADE CIVILAULA 1

    Agosto 2004

    16 - As leis de outro pas produziro efeitos em nosso territrio se:a) no ofenderem a soberania nacional, a ordem pblica e os bons costumes;b) forem aprovados pelo Congresso Nacional;c) forem sancionadas pelo Presidente da Repblica;d) forem reconhecidas pelo STF;

    RESPONSABILIDADE CIVILAULA 1

    28 Exame

    68 - Uma procurao lavrada em um cartrio suo, devidamente consularizada e traduzida para o nosso vernculo por intrprete juramentado, ter eficcia em nosso pas se: (a) No ofender a soberania nacional, a ordem pblica e os bons costumes; (b) For homologada pelo STJ; (c) For ratificada pelo Presidente da Repblica; (d) For publicada no Dirio Oficial.

View more >